Brindes Corporativos: Como Planejar Esta Estratégia da Melhor Maneira

Brindes corporativos são uma ótima maneira de mostrar aos seus clientes que você os aprecia de uma forma genuína. Se bem feitos, os presentes corporativos proporcionam um excelente retorno sobre o investimento, fortalecendo os relacionamentos que levam a mais negócios sustentados.

Isso porque os brindes corporativos fazem com que seus clientes sintam que você se importa com eles, que você pensa neles e que valoriza seu relacionamento com eles. Esse é o legado de um grande presente. 

Por um lado, isso significa que você precisa refletir um pouco sobre sua estratégia de presentes corporativos – o que significa pensar além do calendário de parede e das canetas de marca.

Então, como planejar esta estratégia?

Existem alguns “ingredientes-chave” para um grande presente corporativo. Por isso, siga-os e você estará no caminho certo para escolher um presente corporativo que envia a seus clientes exatamente a mensagem certa. Veja!

Não é sobre você

Um presente de marca como a tradicional caneta ou o calendário de parede é realmente o presenteador pedindo um favor ao presenteado: “Você poderia pendurar este calendário com o logotipo da minha empresa em sua parede para que seus clientes o vejam?”

Dar um brinde corporativo não é sobre você, é sobre seu cliente. O presente deve ser relevante e útil para ele, como canecas personalizadas, squeezes, pen drives…

Ou seja, deve mostrar-lhes que você valoriza o seu negócio e que você coloca o pensamento em algo único para eles. Faça isso direito e eles pensarão em você e em sua empresa toda vez que usarem o item.

Dê um toque pessoal

Cada aspecto do seu presente deve demonstrar consideração, desde a embalagem até a mensagem. Considere embalagens exclusivas que garantam que seu presente atraia a atenção antes mesmo de ser aberto.

Certifique-se de incluir uma mensagem personalizada – manuscrita, se possível – para demonstrar que seu cliente está recebendo uma mensagem e um presente que foi cuidadosamente adaptado a eles, em vez de comprar um presente em massa, roteirizar uma mensagem uniforme e enviar o mesmo presente a toda lista de clientes. 

Um toque pessoal para um presente corporativo é ainda mais distinto em uma era cada vez mais digital.

Não pense a curto prazo

Resista ao desejo de planejar uma chamada de vendas logo após enviar um presente. Você não quer que seu cliente sinta que está tentando comprar o negócio dele.

Em vez disso, concentre-se em desenvolver a boa vontade ao longo do tempo para que os brindes corporativos se encaixem em uma estratégia mais ampla de envolvimento do cliente. 

Isso significa reservar um tempo para reconhecer quando uma ligação ou e-mail oportuno, sem vendas, para desejar boas festas, parabenizá-los em um aniversário de empresa ou elogiar seu novo site pode ajudar muito a mostrar aos seus clientes que você se preocupa e valorizá-los além da venda rápida.

Um tamanho nem sempre serve para todos

Dependendo do seu setor, seus clientes e o presente, pode ser perfeitamente adequado dar a todos os seus clientes o mesmo presente. Mas, em vez de usar essa abordagem automaticamente, considere uma abordagem alternativa que enfoque de alto potencial.

Pensando nisso, talvez seja melhor pensar mais em um número menor de presentes para seus clientes de alto impacto, em vez de enviar o mesmo presente para toda a sua lista de clientes, incluindo clientes que provavelmente não serão clientes habituais.

E um fator importante: independentemente da abordagem adotada, verifique se os registros do cliente estão atualizados, pois todo o seu pensamento pode ser desfeito se você enviar o presente para um escritório que seu cliente desocupou há meses, ou se você enviar o presente para um funcionário que não trabalha mais lá. 

Por isso, faça uma revisão de sua lista de clientes antes de enviar brindes para certificar-se de ter endereços de correspondência, nomes e ortografia corretos. Você se agradecerá ao longo do ano por incorporar esse esforço à sua estratégia de presentes corporativos.

Você não está sozinho

Ficou perplexo por ideias de presentes ou como melhor usar presentes corporativos para melhorar as relações com os clientes? Você não está sozinho! Entre em contato com empresas especializadas em brindes corporativos e de clientes/embalagens de presentes para obter ideias que garantam uma estratégia de brindes corporativos de sucesso. 

Esses especialistas podem não apenas ajudá-lo a encontrar grandes sugestões para presentes. Eles também podem ajudá-lo a encontrar o equilíbrio entre evitar a temida caneta de marca e também garantir que a marca e a mensagem da sua empresa estejam presentes na embalagem que você escolher, na mensagem incluída e em outros elementos em cada presente personalizado.

Principais problemas de uma loja de semijoias no atacado

Se você quer começar uma loja de revenda de semijoias no atacado ou já tem uma, está no lugar certo! Afinal de contas, este artigo vai mostrar quais são os principais problemas de uma loja desse segmento para que você evite ao máximo eles ou saiba como se livrar deles o quanto antes. Tenha sempre em mente de que manter problemas no seu negócio, mesmo que pequenos, pode influenciar negativamente o seu desempenho.

No caso de vendedores autônomos, algo que também está crescendo quando o assunto é semijoia, esses problemas também acontecem, por isso é importante ficar atento de qualquer forma. Por mais que essas questões ruins atrapalhem o crescimento do negócio, a boa notícia é que elas podem ser evitadas ou deixadas de lado. O importante é fazer isso o quanto antes, certo?

Sendo assim, continue a leitura deste artigo para entender quais são esses problemas, ou erros, e conseguir ficar livre deles e ter cada vez mais sucesso.

Principais erros das lojas de semijoias no atacado

Veja abaixo quais são os erros mais frequentes cometidos por várias lojas de semijoias no atacado. Caso ainda pretenda abrir uma, então analise bem um por um para ficar o máximo possível longe deles.

1. Não ter planejamento

Antes de qualquer coisa, é necessário fazer um planejamento realista e minucioso da sua loja de semijoias no atacado. Para isso, crie o perfil do público que você pretende atender, analise corretamente as suas finanças e entenda a quantia de dinheiro disponível para realizar as suas primeiras compras, defina os dias e horários de trabalho e também não se esqueça de colocar metas de vendas.

Neste último ponto, é importante ressaltar que as metas precisam ser realistas, certo? Elas precisam começar baixas e aumentar gradativamente. Nada de querer começar direto lá no alto que não vai dar certo.

Você pode estar pensando que esse primeiro tópico diz respeito somente aos iniciantes no assunto, não é mesmo? No entanto, quem já atua no mercado há um tempo também pode sim seguir essas dicas importantes.

2. Errar na escolha do fornecedor

Outro erro que muitos donos de lojas de semijoias cometem é não escolher o fornecedor correto e mesmo assim não mudar. Tenha sempre em mente de que não há nenhum problema em contatar, no mínimo, uns 4 fornecedores diferentes quando o seu negócio ainda estiver começando. Isso, na verdade, é muito bom para que seja possível conhecer qual o melhor, ou seja, aquele que oferece mais vantagens e um melhor custo benefício.

Além disso, é claro, o fornecedor ideal precisa oferecer qualidade, garantia, ter uma ampla variedade de produtos e ter uma logística de entrega eficiente. Pode ser que no começo seja difícil de encontrar uma empresa assim, mas não desista.

3. Não levar em conta os gostos dos clientes

Sabe aquele vendedor que apenas compra itens e acessórios se baseando em seu gosto pessoal? Pois saiba que ele está muito errado. Não dá para montar um mostruário sem pensar no gosto dos clientes, ou seja, do público para quem sua loja de semijoias no atacado vai vender.

É claro que isso não significa que você deve sair por aí e comprar uma grande quantidade de acessórios, muito pelo contrário. O importante é variar nos modelos e sempre levar em conta as preferências das pessoas que compram ou que irão comprar na sua loja. Por exemplo, aquelas peças clássicas e básicas não podem ficar de fora, com toda a certeza.

4. Não ter comprometimento

É praticamente impossível ter uma loja de semijoias no atacado e não ter comprometimento. Essas duas coisas não podem de forma alguma andarem juntas, muito pelo contrário. É necessário trabalhar sempre com profissionalismo e com seriedade, certo?

5. Não persistir com o negócio

Por fim, outro grande problema que acontece com algumas lojas de semijoias é que os donos acabam desistindo delas facilmente. Pode ser que no início as coisas não saiam conforme o planejado, mas é importante persistir sempre, nunca se esqueça disso. Haverá sempre dias bons e dias ruins. Portanto, não deixe que os ruins façam com que você desista do negócio.

Conclusão

Agora que você já sabe quais são os principais erros e problemas de uma loja de semijoias no atacado, não deixe de fazer tudo o que for possível para evitá-los ou para contorná-los o quanto antes, certo?

Como iniciar uma empresa de desenvolvimento de aplicativos

Todo aplicativo concebível já foi inventado? De modo nenhum. Existem literalmente milhões de aplicativos que ainda precisam ser criados. Alguns têm uma demanda óbvia, enquanto alguns aplicativos apresentam novas ideias emergentes. Entrar nesse negócio é muito gratificante porque está ficando mais fácil criar aplicativos de software. Além disso, novos usuários tendem a se multiplicar, o que continua a criar mais demanda por aplicativos.

Quem é esse negócio certo para?

Qualquer pessoa que adora programação de computadores ou resolução geral de problemas seria ótima para esse negócio. Isso ajuda se você tiver experiência trabalhando em equipes de desenvolvimento de software que produzem aplicativos populares antes de tentar sair por conta própria para iniciar uma empresa de desenvolvimento de apps.

Os programadores de software costumam trabalhar horas muito longas sem recompensa imediata, porque resolver o problema de programação é o driver que os impulsiona para frente. Nesse tipo de trabalho, é raro ter horário de trabalho regular, portanto, você deve estar preparado para adotar um cronograma que possa ser ajustado de acordo com as cargas de trabalho em mudança.

O que acontece durante um dia típico em uma empresa de desenvolvimento de aplicativos?

Como proprietário de uma empresa de aplicativos de software, você precisará ser capaz de interagir com os clientes (se estiver trabalhando para contratação) e gerenciar a interface com o público se seus programas forem vendidos em um modelo com suporte de anunciante ou em um base de assinatura.

Seu outro trabalho principal é gerenciar a equipe de desenvolvimento de software. Sua equipe de desenvolvimento de software pode estar à beira da excentricidade e na fronteira entre o gênio e a insanidade. Isso é normal para esse negócio.

Seu trabalho diário é criar um ambiente criativo incrível onde outros geeks vão querer ficar e passar muitos dias ou talvez muitas semanas criando código de software sem muita necessidade de fazer qualquer outra coisa.

Outra parte do seu trabalho é manter a equipe na melhor direção. Pessoas realmente inteligentes têm a tendência de se desviar para pensamentos tangenciais que não fazem parte do projeto em que deveriam estar trabalhando. Como o proprietário da empresa, seu trabalho é orientá-los para produzir resultados positivos e úteis.

Qual é o mercado alvo?

Se o seu modelo de negócios inclui a criação de aplicativos para outras empresas, você vai querer encontrar empresas que lhe proporcionem um fluxo de trabalho estável para manter seus programadores de software ocupados e também pagar um preço justo pelo trabalho.

Se seu modelo de negócios incluir a venda dos aplicativos criados por você, seus clientes serão o máximo de pessoas que você puder encontrar em seu mercado-alvo. Se o aplicativo tiver muito interesse pelo público em geral, ele será vendido com facilidade. Por outro lado, se o aplicativo resolver algum problema crítico para um nicho de mercado, ele será vendido para um grupo menor de pessoas ou empresas, mas a um preço mais alto.

Como uma empresa de desenvolvimento de aplicativos ganha dinheiro?

Existem quatro modelos de negócios para aplicativos e várias combinações deles, que são:

  1. Trabalhar para contratar – ser pago para criar aplicativos para outras pessoas.
  2. Aplicativos gratuitos com suporte para anunciantes – um aplicativo popular pode gerar receita com anúncios associados.
  3. Gratuito para experimentar (ou versão limitada) com o Premium Paid Service– Um aplicativo de nível de entrada é um teste gratuito para um horário específico ou uma versão limitada. Aqueles que pagam por uma versão premium recebem recursos aprimorados e podem remover anúncios.
  4. Aplicativos pagos : esses aplicativos cobram pelo seu uso por período de tempo, pelo número de usuários ou por outros meios, como uma taxa de licença. Não há versões gratuitas. Esses aplicativos podem ser altamente especializados e muito valiosos para aqueles que pagam por eles.

Qual é o potencial de crescimento de uma empresa de desenvolvimento de aplicativos?

Dependendo de suas habilidades para criar aplicativos que atraiam a atenção e ganhem clientes pagantes, você pode começar com um único aplicativo de sucesso e criar um negócio que valha muitos bilhões. O desenvolvimento de software é sempre sobre ser novo, inovador e mostrar aos seus clientes pagantes maneiras de fazer coisas que eles nunca imaginaram antes.

Qualquer empresa recém-iniciada tem a mesma chance de criar uma interrupção no setor proveniente de suas novas ideias.

Por que a velocidade do site é importante? | Melhore a velocidade da página da Web

Qual é a velocidade do site?

Quando um cliente se senta para comer em um restaurante, o serviço lento do garçom geralmente resulta em revisões ruins do Yelp e menos clientes futuros. Da mesma forma, a velocidade lenta do site pode resultar em classificações ruins nos mecanismos de pesquisa, menor tráfego geral do site e experiências de usuário negativas.

A velocidade do website ou o desempenho do website refere-se à rapidez com que um navegador consegue carregar páginas da Web totalmente funcionais de um determinado site. Sites de baixo desempenho que são processados ​​lentamente em um navegador podem afastar os usuários. Por outro lado, os sites que são carregados rapidamente normalmente recebem mais tráfego e têm melhores taxas de conversão.

Velocidade do site

Por que a velocidade do site é importante?

Bom, após você investir na criação de site, você deve estar se perguntando como melhorar a velocidade do seu site.

Taxa de conversão:

Vários estudos demonstraram que a velocidade do site afeta a taxa de conversão (ou a taxa na qual os usuários concluem uma ação desejada). Não só mais usuários permanecem em sites de carregamento rápido, como também convertem em taxas mais altas em comparação com sites mais lentos. Várias empresas descobriram que uma diminuição no tempo de carregamento da página de alguns milissegundos aumenta as conversões:

  • A Mobify descobriu que a diminuição do tempo de carregamento de sua página inicial em 100 milissegundos resultou em um aumento de 1,11% na conversão baseada em sessão
  • Varejista AutoAnything experimentou um aumento de 12-13% nas vendas depois de cortar o tempo de carregamento da página pela metade
  • O Walmart descobriu que o aumento do tempo de carregamento da página em um segundo aumentou as conversões em 2%

Como resultado, melhorar o desempenho do site é uma parte importante da otimização da taxa de conversão.

Taxa de rejeição:

A taxa de rejeição é a porcentagem de usuários que deixam um site depois de visualizar apenas uma página. É provável que os usuários fechem a janela ou clique se a página não for carregada dentro de alguns segundos. A BBC descobriu que eles perderam 10% do total de usuários por cada segundo adicional que as páginas precisaram carregar.

Melhores práticas de SEO:

Como o Google tende a priorizar o fornecimento de informações relevantes aos usuários o mais rápido possível, o desempenho do site é um fator importante nas classificações de pesquisa do Google. O desempenho de um site em dispositivos móveis é especialmente importante para SEO.

Experiência de usuário:

Tempos de carregamento de página longos e tempos de resposta ruins para as ações do usuário criam uma experiência ruim para o usuário. Aguardar o carregamento do conteúdo torna-se frustrante para os usuários e pode levá-los a deixar o site ou o aplicativo completamente.

Tempo de carregamento do site

Quais fatores afetam a velocidade do site?

Peso da página:

A quantidade de recursos que um site precisa carregar faz um grande impacto no desempenho do site. Grandes arquivos JavaScript, conteúdo de vídeo, arquivos CSS pesados ​​e imagens de alta definição adicionam um “peso” significativo, ou tempo de carregamento, a uma página da web. Para voltar ao exemplo do restaurante, um garçom que entrega 10 pratos a uma mesa, em vez de dois ou três, servirá a mesa mais devagar; Da mesma forma, uma página que precisa de mais recursos para carregar será carregada mais lentamente.

Manter sites leves (ou seja, tamanhos pequenos de arquivos e páginas de carregamento rápido) tornou-se mais difícil à medida que as tecnologias da Web aumentaram as capacidades e os sites se tornaram mais complexos. De aplicativos de página única que exigem várias funções JavaScript a páginas com anúncios pop-up de terceiros para páginas iniciais com planos de fundo em movimento, os desenvolvedores podem adicionar mais funcionalidades às páginas da web do que nunca e, como resultado, o peso total médio da página está aumentando.

Condições de rede:

Mesmo que um website seja projetado para ser leve, ele pode não ser carregado rapidamente em navegadores devido à lentidão da rede. O equipamento de rede local utilizado e a qualidade dos serviços do ISP afetam a conectividade da rede. Além disso, os dispositivos móveis que usam 3G ou 4G em vez de se conectarem à Internet via Wi-Fi normalmente terão conexões de rede mais lentas. Embora isso esteja em grande parte fora das mãos dos desenvolvedores, ainda existem técnicas para entregar recursos da web rapidamente, mesmo em conexões lentas. As técnicas incluem minificação, compactação e hospedagem de conteúdo com um CDN .

Localização de hospedagem:

Se o conteúdo tiver que percorrer um longo caminho até chegar onde é necessário, isso resultará em uma alta latência de rede. Por exemplo, se os arquivos HTML e CSS de um site estiverem hospedados em um data center em Ohio e suas imagens estiverem hospedadas em um data center na Flórida, um usuário na costa oeste terá que esperar enquanto todos esses arquivos percorrem milhares de quilômetros. para o seu dispositivo.

Como os desenvolvedores podem medir a velocidade do site?

Várias empresas e organizações oferecem testes de velocidade de website. Muitos testes de velocidade são capazes de identificar elementos individuais de uma página da Web que diminuem a velocidade da página, além de fornecer métricas de desempenho.

Quais métricas de desempenho do website são importantes?

  • Tempo de carregamento é o tempo que leva para uma página inteira aparecer no navegador, o que significa que todas as solicitações HTTP devem ser atendidas. Quase todas as páginas na Internet exigirão várias solicitações HTTP, pois vários recursos precisam ser carregados além do HTML básico da página.
  • Tamanho da página é o tamanho total do arquivo de todos os recursos que precisam ser carregados para que a página funcione. O tamanho da página afeta o tempo que leva para um navegador carregar a página e também pode ter um grande impacto nos usuários de dispositivos móveis, que podem estar pagando pelos dados enquanto carregam as páginas da Web.
  • Time To First Byte (TTFB) mede o período de tempo entre o pedido de um navegador para uma página da Web e quando o primeiro byte da resposta chega. O tempo de carregamento geral é mais importante , mas o TTFB ainda é levado em conta ao avaliar o desempenho do site e pode afetar o SEO.
  • número de viagens de ida e volta mede quantas vezes uma solicitação / resposta precisa percorrer todo o caminho até um servidor de origem e vice-versa. Quanto mais viagens redondas uma página da Web exigir, maior a latência.
  • O Round Trip Time (RTT) é o tempo que leva para que as solicitações façam uma viagem de ida e volta, o que significa que a solicitação chega ao servidor de origem e a resposta viaja de volta para o
saiba sobre criptomoedas

Criptomoedas: entenda como funciona este mercado

Criptomoedas e bitcoins são o assunto do momento, seja por ser uma grande novidade ou ainda, pela excelente valorização como no ano de 2017 em que o bitcoin, aumentou em 1.200%.

Devido a esse cenário é comum ter dúvidas e questionamentos, sobre essas novas formas de investimento.

O ideal é sempre acompanhar portais que falem sobre investimentos ou até fazer cursos de investimentos. Ainda assim, para ajudar a entender sobre o que são as criptomoedas e ainda, se é um excelente investimento ou não, preparamos esse artigo com as principais informações a respeito desse assunto.

Entenda o que são as criptomoedas

Especialmente para quem busca novas e excelentes formas de investimento, é bem possível que já tenha ouvido falar sobre as criptomoedas.

Atualmente já passam de 1milhão de pessoas que possuem investimentos nessa nova modalidade de investimento, mesmo sabendo dos altos riscos de investir em criptomoedas.

Mas para saber se esse investimento pode ser considerado como confiável ou rentável, é preciso entender primeiro qual a sua origem.

As criptomoedas foram desenvolvidas para ser um novo meio de troca digital que aconteça de uma forma global e ainda, totalmente descentralizada. Através de criptografia e blockchain que conseguem registrar e validas as transações que são realizadas.

Criptomoedas são na verdade moedas utilizadas no meio digital que são criptografadas. Dessa forma não existe a necessidade de intermediários como bancos e outras instituições para administrarem esses valores.

O bitcoin, por exemplo, é representado por um código criptografado e por isso,

Vale a pena investir em criptomoedas

moeda virtual

Uma das principais vantagens dessa forma de investimento, é conseguir iniciar no segmento de investimentos, com um valor baixo e assim, começar a conquistar os primeiros ganhos.

É preciso entender ainda, quais são os riscos do investimento nas moedas criptografadas pois, uma vez que uma pessoa se torna responsável pelo código e venha a perder o mesmo, não haverá a devolução do valor investido.

De acordo com a revista Exame, John MacAfee acredita que até o ano de 2020, o bitcoin que é uma forma de moeda criptografada, poderá alcançar o seu preço de um milhão de dólares.

Por tanto, é possível acreditar que o investimento em criptomoedas é possível e mais do que isso, pode ser uma forma de conseguir excelentes retornos do valor investido.

No entanto, é preciso ter o entendimento de que se trata de um investimento de alto risco e que todas as medidas de segurança, deverão ser levadas em conta para não perder dinheiro nessa transação.

A atenção deverá estar voltada especialmente para dispositivos, senhas e ainda a qualidade de segurança e navegação da sua internet.

Em diferentes situações pode acontecer a perda do código criptografado e isso irá implicar, na perda dos valores que correspondem ao código, sem a restituição dos mesmos.

Além desse cuidado ainda existe a necessidade de acompanhar as principais movimentações do mercado, pois, é possível acontecer a desvalorização das moedas digitais, de uma forma muito rápida fazendo com que milhares de pessoas percam dinheiro a partir dessa desvalorização.

Conheça os riscos e como investir

O investimento em criptomoedas é sim motivo para muita desconfiança em muitas pessoas, no entanto, é possível entender que esse é um investimento altamente rentável.

Dessa forma para conseguir conquistar excelentes retornos financeiros, é preciso conhecer e ainda, estar disposto aos riscos que deverá correr, assim como entender a fundo como deve ser feito o investimento e ainda, acompanhar diariamente as alterações do mercado.

Esse acompanhamento irá identificar qual o melhor momento, para comprar e vender as criptomoedas. O mais indicado é sempre comprar na baixa e vender na alta, para conseguir obter lucro com essa transação.

Saiba que nos momentos de baixa ou desvalorização das moedas, o mais importante é aguardar as principais movimentações do mercado a partir desse primeiro evento, para assim, não perder mais dinheiro com alguma movimentação equivocada.

Como fazer e-mail marketing facilmente com Mautic

Se você não sabe como fazer e-mail marketing com uma ferramenta de automação de marketing como a Mautic, nós temos uma dica: não fique muito afoito.

Mautic é um sistema de automação de marketing muito completo e pode ser, ao mesmo tempo, interessante e assustador. Em vez de tentar implementar o software na sua empresa de uma vez só, coloque-o em prática aos poucos.

A maioria das empresas estão empenhadas em permanecer em contato com seus clientes e acreditam que a única maneira de fazer isso é por meio do e-mail marketing.

Em vez de gastar grana em um banco de dados de e-mail pronto para uso (que é considerado “spam” e não marketing) para enviar campanhas de marketing aos usuários, use o Mautic para criar seu próprio banco de dados de e-mail e gerar campanhas para cada segmento ou perfil de usuário identificado.

E se ainda tiver tempo, comece a implementar as outras funcionalidades do Mautic.

Agora, vamos mostrar 3 passos básicos sobre como fazer e-mail marketing com o Mautic:

Passo 1: Crie a sua lista

Primeiro, é necessário definir uma lista de propects para a qual almeja enviar as campanhas de e-mail marketing. Esta lista pode ser tanto de compradores quanto de clientes potenciais e, para essa finalidade, você pode inserir manualmente os endereços de e-mail ou importá-los de maneira simples através de um arquivo CSV.

Um truque é exportar e-mails de outro sistema de automação de e-mails ou mesmo da planilha e importá-los diretamente para o Mautic.

A criação dessa lista permite filtrar rapidamente os clientes que desejam receber campanhas de marketing de sua empresa e também classificar esses clientes para enviar novas campanhas.

Passo 2: Escreva seus e-mails

O segundo passo é a parte principal deste guia de início rápido. Você deve personalizar seus e-mails (e não estamos tratando sobre somente colocar o nome do seu cliente ou potencial cliente) e isso leva tempo.

Você deve pensar atenciosamente sobre o conteúdo e a estrutura de cada e-mail que você vai disparar para seus clientes. Lembre-se que você deve, periodicamente, enviar campanhas de e-mail marketing para a sua lista e que seus clientes e potenciais clientes receberão as mensagens gradativamente.

Garanta de que o e-mail enviado tenha tido alguma interação com o lead ou cliente para que você possa continuar a enviar e-mails de outras campanhas. Além disso, siga sempre as melhores práticas e crie um modelo para cada campanha.

Passo 3: Defina a sua campanha de marketing

O último passo no processo de envio de suas campanhas de e-mail marketing com o Mautic é criar uma campanha básica.

Antes que você fique em pânico, pensando que este processo de disparar uma campanha será demasiado complicado, compreenda que no começo é melhor criar somente os fluxos básicos. Esta é, sem dúvida, a melhor coisa que você pode fazer para iniciar uma campanha de e-mail marketing.

Então, na primeira campanha, você tem que adicionar a lista de contaots e definir um intervalo para enviar a mensagem. Então, apenas isso! Não estou a falar de desenvolver campanhas complicadas ou algo mais complexo que isso. O objetivo é simplesmente organizar um calendário para o envio de e-mails.

Implementar esses três passos permitirá que você comece a usar Mautic imediatamente para aplicar toda a sua estratégia de e-mail marketing, assim como você faria com outra ferramenta, como o SendPulse.

Ao passar do tempo, você se acostumará com as informações que a Mautic tem e poderá expandir seus esforços em marketing digital, criar campanhas mais fortes e melhorar o relacionamento com seu potencial cliente durante sua jornada de compra.

Esta é o encanto do Mautic, o poder da simplicidade. Quando estiver pronto para fazer mais, o Mautic vai está pronto para te auxiliar.

Este artigo é uma contribuição do Everton Moraes. Dono do Sala da Elétrica, ele tem experiência em criação de sites nas mais diversas plataformas CMS.

Venda De Seguro Online

Negócios: O Mercado Da Venda De Seguro Online

Nunca foi tão fácil fazer negócio como hoje. Se antes boa parte dos esforços eram concentrados na escolha de um bom ponto de localização para abrir o seu estabelecimento, hoje basta um dispositivo com acesso à internet. Cada vez mais pessoas e empresas têm utilizado a tecnologia como suas aliadas aos negócios, e nós vamos te mostrar como isso ocorre num setor um pouco diferente: o mercado de seguro viagem.

O mercado de seguros em geral está em um cenário de crescimento contínuo, e especialistas apontam que os números devem continuar aumentando em 2019. Mesmo em um panorama negativo para este ano, o crescimento do setor ainda seria de aproximadamente 6%.

Com o reaquecimento da economia, os brasileiros voltaram a comprar carros, casas, abrir novos negócios e a viajar. Consequentemente, na busca por proteger o seu patrimônio – incluindo o mais importante deles, a vida – a procura por seguros é constante.

Não é de hoje que se sabe que a internet é uma das mais poderosas ferramentas de negócios que existem. Mas, para isso, é preciso saber utilizá-la da maneira correta. Antes ganhava destaque quem simplesmente tinha um site na web, hoje isso nada mais é do que uma obrigação para se manter ativo e relevante no mercado. Com um número cada vez maior de empresas neste meio, como se diferenciar e ganhar a preferência dos clientes?

É aqui que entra o marketing digital. Os desafios da venda online de seguro são muitos, já que o sucesso das estratégias depende de diversas variáveis, como o tipo de público e táticas utilizadas. Falando especificamente do seguro viagem, um dos mais procurados atualmente, principalmente em férias e feriados, há um ponto crucial para determinar todas as estratégias futuras: a definição do seu posicionamento.

Definir o posicionamento é algo fundamental no marketing digital. Estabelecer a linguagem e as cores da marca, os canais de comunicação e o tom de fala irão ajudá-lo a se aproximar cada vez mais do cliente. Aliás, conhecer o cliente, saber seus anseios e dificuldades, também é um ponto chave neste processo.

Quando se trata de seguro, a informação é algo que deve ser extremamente claro e acessível, já que as pessoas querem e precisam saber exatamente o que estão contratando. O seguro viagem possui em si uma série de benefícios e coberturas (ver mais aqui), que variam de acordo com o local de destino e com o segurado (grávidas, por exemplo, possuem condições e coberturas diferenciadas). Por isso, uma das grandes estratégias de marketing digital atualmente é a criação de um blog.

Por meio do blog, o contato com o lead é direto, e esta é uma grande oportunidade de estreitar as relações com ele até que este se torne não somente um cliente, mas um fã da sua empresa. Para isso, forneça conteúdo informativo e de qualidade, que seja útil ao leitor e sane suas dúvidas. Mantenha um canal de contato direto e eficaz, garantindo a ele a melhor experiência desde o primeiro contato. Seja visto, para, então, ser lembrado.

Que o mercado de seguros, especialmente o de viagens, está em alta, é uma grande verdade. No entanto, é necessário que haja esforços das empresas para se adaptarem a uma demanda de clientes cada vez mais exigentes e sedentos por informação, praticidade e comodidade. Quem consegue trazer isso com qualidade certamente obterá o destaque e a preferência na escolha do consumidor.

O que é a área de desenvolvimento de software e como trabalhar na área

Para que pessoas age ou quer trabalhar com tecnologia, e considera a possibilidade de se tornar um desenvolvedor, este artigo poderá te ajudar.

Uma das profissões está sempre em alta é a de desenvolvedor de software.  Um profissional na área de desenvolvimento é uma das mais respeitadas especialidades na Tecnologia da Informação (TI).

No entanto, o que faz um desenvolvedor? Em termos gerais, quem quer seguir esta carreira vai desenvolver sistemas e ferramentas, fazer manutenção e sempre estudar para se manter atualizado com as novas tecnologias.

Um programador pode, por exemplo, desenvolve sistemas e aplicativos para a internet, criando sites, lojas virtuais, portais, aplicativos dispositivos móveis entre outras possibilidades.

Neste artigo, apresentamos informações necessárias sobre as tendências do mercado de trabalho para desenvolvimento, as vagas e a formação essencial para inscrever-se na trajetória. Por isso, continue com a gente e saiba mais!

Que vagas estão em alta?

Se observarmos as vagas abertas, poderemos perceber que as vagas de desenvolvedor com salários considerados acima da média.

Para um programador, há lugar em diversas áreas, como grandes companhias de aplicativo, departamentos de TI corporativos e companhias de serviços.

Estes profissionais são capazes de praticar como consultores e autônomos para pequenas e médias companhias.

Um programador não necessita ficar em um sala ou em frente a um computador 24 horas por dia. Além de trabalhar em grandes corporações, também pode fazer trabalhos acadêmicos.

Como trabalhar nesta área?

Um profissional do setor de desenvolvimento pode ter diversas aptidões. É recomendado, porém, ter lógica e ter um certo conforto com as áreas de matemática, conhecer o idioma inglês, ser ousado e estimulado e, acima de tudo, estar antenado às novas tendências.

Por causa de à fundura e à alcance da setor, é fundamental que o programador estude as muitas linguagens existentes, como Java, C# e Ruby, por exemplo.

Recorrentemente, eles são solicitados no mercado de trabalho e são autodidatas. As empresas de tecnologia que atuam no país estão crescendo, o que torna um terreno fértil para profissionais da Tecnologia da Informação.

As inovações tecnológicas crescem, e a consumo por este tipo de profissional tende a ganhar mais.

Quais são os principais desafios da atividade?

Os profissionais adquirem um bom volume de entendimento ao longo a bens, sentindo-se preparadas para o mercado de trabalho dessa maneira que saem dela.

No entanto, especialistas em desenvolvimento precisam estar em constante aprendizado. Quem escolhe entrar nesse setor precisa estar ciente que será necessário estudar sempre.

Além de ser uma atividade ampla, com diversos ramos de desempenho, o mundo da tecnologia evolui depressa, o que obriga o profissional a reforçar a série de entendimento sobre ferramentas, IDEs, plataformas e linguagens.

É fundamental ter em mente que ninguém nasce sabendo tudo e que as vagas de retoque há, basta procurá-las. Para isto, há cursos que são capazes de auxiliar o profissional a obter o seu diferencial, um deles é, sem dúvida, é a cursos da Danki Code.

Um bom plano de carreira pode ajudá-lo a seguir o caminho mais rápido para sua formação.

Quem está no mercado de trabalho, pode falar com certo entusiasmo na economia. Há diversas vagas disponíveis para quem . Agora que você já sabe mais sobre o que faz um programador, quais as vagas na setor, como a atividade está nos dias de hoje e quais cursos realizar para se individualizar, compartilhe esse texto nas suas redes sociais e ajude seus colegas a similarmente conhecerem melhor essa atividade tão promissora!

Como melhorar sua estratégia de marketing de conteúdo

Os profissionais que trabalham com marketing de conteúdo mantém foco na estratégia para conseguir o seu objetivo que é educar, entreter e persuadir positivamente o seu público-alvo.

No entanto, como as estratégias sempre estão mudando é importante que o profissional mantenha-se atualizado e prenda como melhorar sua estratégia de marketing de conteúdo quando for necessário.

Para fazer isso existem algumas técnicas que você pode colocar em prática, para saber quais são observe aqui.

Aprenda como melhorar sua estratégia de marketing

Observe as técnicas abaixo elas serão fundamentais para você saber como melhorar as estratégias de marketing quando for preciso.

Aprenda mais sobre estratégias de conteúdo

O blog atualmente é utilizado para as estratégias de conteúdo, mas as maiorias das empresas já estão utilizando essa técnica, o que não é mais um fator diferencial – De acordo com o blog Negócio de Marketing Digital

Por isso, é importante que você crie uma técnica única personalizada que ajude a melhorar a sua estratégia de marketing de conteúdo. No entanto, essa técnica não deve se limitar apenas ao blog e você precisa utilizar outras mídias.

Crie uma maneira de fazer à sua marca interagir com os seus consumidores, essa interação com o público cria uma relação com aquilo que está sendo vendidos.

Crie infográfico chamativo

Uma das melhores formas de chamar a atenção do público é utilizar infográfico, ele faz uma combinação de imagem com conteúdo, formando um material visual fácil de entender.

Quando ele é bem feito consegue a atenção ampla do público, além de ser um material de fácil compartilhamento, o que consequentemente ajuda a expandir a exposição de uma marca na internet.

Faça vídeos criativos

Uma forma eficiente de melhorar o engajamento com o público-alvo é produzir conteúdo visual. As mídias sociais atualmente estão focadas neste tipo de conteúdo porque ele serve tanto para entretimento quanto para apresenta produtos, serviços uma nova marca no mercado.

Além disso, os vídeos são conteúdos que oferecem várias possibilidades, você pode gravar entrevistas, mensagens institucionais, vídeo sobre determinado assunto e entre outros. Use a produção de conteúdo visual para melhorar sua estratégia de marketing.

Faça questionários

Uma maneira para saber como melhorar a sua estratégia de marketing é criar questionários interativos, o objetivo deles é criar um engajamento com o público-alvo.

A grande vantagem disso é que você aprende algo valioso sobre o público através do questionário. Para isso, é necessário criar as perguntas estrategicamente para que através delas seja possível obter informações que ajudam a melhorar as estratégias de marketing de conteúdo.

Tenha mais envolvimento com o público

No marketing digital é fundamental que a empresa tenha mais envolvimento com o público, para conseguir se envolver com os potenciais clientes um webnário pode ajudar bastante.

Um webnário nada mais é do que uma transmissão ao vivo onde se aborda determinado assunto. Com está ferramenta é possível captar a atenção do público que está buscando algum assunto específico.

Durante a transmissão as pessoas podem interagir fazendo perguntas ou comentário, através disso a marca cria um relacionamento com público podendo oferecer um produto no final da transmissão.

Faça estudos de casos

O Estudo de casos de outras empresas que estão tendo resultados positivos com está estratégia é uma boa maneira para aprender como melhorar sua estratégia de marketing de conteúdo.

Geralmente o estudo de caso apresenta dados sobre o produto ou serviço e mantém o foco mais no cliente do que na própria empresa, além de criar a estratégia de contar uma história sobre ele mesma para conseguir a atenção dos clientes.

Existem várias técnicas para modificar a estratégia de marketing de conteúdo, mas você não precisa colocar todas em práticas basta apenas escolher aquela que melhor atende a sua necessidade.

Por exemplo, melhorar o texto com técnicas de Copywriting, melhorar o compartilhamento do conteúdo nas redes sociais e entre outras.

9 maneiras de promover seu conteúdo de marketing

O conteúdo só funciona, influencia apenas os clientes em potencial, quando esses possíveis clientes podem encontrá-lo. Assim, a promoção é um aspecto importante de qualquer campanha de marketing de conteúdo.

Em certo sentido, o marketing de conteúdo consiste em três partes: criação (através de um agência de criação de sites), publicação e distribuição.

A criação de conteúdo incorpora a pesquisa de tópicos, a redação de artigos, a produção de vídeos e, geralmente, o conteúdo útil, informativo ou de entretenimento que seu público-alvo irá adorar.

Publicação é o ato de disponibilizar conteúdo. Postar um artigo no site da sua empresa e nas mídias sociais são exemplos.

Distribuição, a etapa final, é onde você compartilha ou, se preferir, promove conteúdo com o objetivo final de atrair, engajar e reter uma audiência de clientes e potenciais clientes.

O que segue são nove maneiras pelas quais você pode descobrir seu conteúdo.

Substituir Links Quebrados

Na otimização de mecanismos de pesquisa, a criação de links quebrados é uma técnica de divulgação destinada a ajudar os editores a melhorar a experiência do usuário, ao mesmo tempo que obtém backlinks para o conteúdo da sua empresa.

Primeiro, identifique links quebrados em páginas da Web populares. Estas são tags de âncora HTML que apontam para páginas que não estão mais disponíveis. Entre em contato com o proprietário ou gerente do site. Deixe-a saber que há um link quebrado na página e que sua empresa tem conteúdo sobre o mesmo assunto da página vinculada original.

Produzir resumos de vídeo

Imagine que você tenha escrito uma lista  abrangente , enumerando as 17 melhores ideias para os entusiastas do esqui alpino. Você sabe que terá um grande impacto nesta temporada de férias. Mas como você recebe leitores?

Considere fazer um pequeno resumo de vídeo que descreva várias, se não todas, as 17 idéias de presentes de forma sucinta. Na verdade, o comércio eletrônico prático usa essa mesma técnica .

O vídeo resultante pode ser compartilhado em canais de mídia social. 

Faça resumos de imagens

Seguindo o mesmo princípio descrito na seção “Produzir resumos de vídeo” acima, crie um gráfico para cada ponto do artigo. Esses gráficos podem ser uma forma atraente de deixar as pessoas saberem sobre seu conteúdo.

Sempre que publicar uma imagem, ligue novamente ao conteúdo que você está tentando promover. Como seus amigos de mídia social, fãs e amigos de fãs compartilham, eles também direcionarão tráfego para seu conteúdo.

Transforme-se em uma apresentação de slides

Se sua empresa atende clientes corporativos, convém também converter seu conteúdo em uma apresentação de slides que pode ser postada no SlideShare ou similar.

Em algumas organizações, as apresentações de slides são como as pessoas se comunicam, portanto, o fornecimento de um slide deck pode ser muito útil.

Quando você compartilha, não se esqueça de vincular seu conteúdo original à descrição. Além disso, mencione o artigo de origem no início e no final da apresentação de slides.

Respondido Questions on Reddit

O Reddit é um dos sites mais populares nos Estados Unidos, com cerca de 330 milhões de usuários ativos por mês, envolvendo cerca de 14 bilhões de posts em mais de 138.000 comunidades ativas.

Muitas vezes, as mensagens no Reddit podem assumir a forma de uma pergunta. Por exemplo, em 2017, um usuário chamado legobagel23 perguntou : “Quais são os calçados esportivos mais confortáveis ​​para se usar por 6 ou mais horas de cada vez?”

Se sua empresa tivesse acabado de publicar um artigo sobre “Os 17 tênis mais confortáveis ​​para ficar em pé durante todo o dia”, você poderia postar uma resposta, recomendar alguns sapatos e incentivar as pessoas a usar seu artigo como um recurso.

Compartilhar nas redes sociais

Essa sugestão em particular pode ser óbvia, mas ainda vale a pena mencionar. Você deve sempre postar seu conteúdo nos perfis de mídia social de sua empresa.

O varejista de vestuário Mr Porter publica links para seu conteúdo em todos os seus canais sociais. Em 25 de setembro de 2018, a empresa postou links para oito artigos diferentes no Facebook até às 13:00, horário da costa leste dos EUA. Alguns desses mesmos artigos também apareceram no perfil do Twitter de Porter.

O Sr. Porter publica regularmente links de conteúdo em seus canais de mídia social.

Mídia Social Pessoal

Coloque a influência da mídia social de seus funcionários para trabalhar também no marketing de conteúdo da sua empresa.

Peça aos proprietários, comerciantes e chefes de departamento da sua empresa para publicar ou compartilhar seu conteúdo. Não será surpreendente se os membros de sua equipe forem influenciadores no mercado.

Passo para os jornalistas

Se você acabou de escrever um artigo impactante sobre “As tendências masculinas para saber sobre o outono / inverno de 2018”, você pode compartilhar seu trabalho com jornalistas, blogueiros e podcasters.

Identifique repórteres influentes ou blogueiros com uma ferramenta como o BuzzSumo. Em seguida, entre em contato com os jornalistas. Explique que você acabou de publicar uma postagem definitiva e oferecer a si mesmo ou a outros especialistas da sua empresa que podem comentar o artigo ou os dados que ele descreve.

Comprar anúncios

O marketing de conteúdo inicia um relacionamento com clientes em potencial. Esse relacionamento pode levar a muitas vendas durante um longo período de tempo. Para alguns negócios, essa oportunidade vale a pena investir na promoção de conteúdo.

Sua empresa pode: comprar anúncios no Google, no Bing ou em outros mecanismos de pesquisa; pagar para ser apresentado em boletins informativos por e-mail; ou até mesmo anunciar seu conteúdo em sites de mídia social como o Facebook ou o Twitter.